Instituições

Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas (Centro Clima)

CLIMA é coordenado pelo Centro Clima, um instituto de pesquisa brasileiro que visa contribuir para a geração e disseminação de conhecimento na área ambiental e mudanças climáticas, localizado no Programa de Planejamento Energético da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPE/COPPE/UFRJ). Atividades recentes incluem o suporte ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) na elaboração de planos de ação de longo prazo para mitigação pelo projeto MAPS, em colaboração com o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas.

O Centro Clima é responsável pela gestão geral do CLIMA, assim como pelas modelagens macroeconômicas e no setor de transporte, a pesquisa sobre as percepções de comunidades no contexto de mudanças no uso da terra, e a estratégia de integração das partes interessadas no projeto. Isso inclui o desenvolvimento de atividades como a projeção da demanda futura de biocombustíveis, a concepção de cenários de linha de base e políticas alternativas para análise do impacto macroeconômico e microrregional, estimativas dos impactos da expansão agrícola sobre o poder de compra das diferentes classes de renda, ou o desenvolvimento de produtos de conhecimento (policy briefs, apresentações, etc.).

Agroicone Ltda.

A Agroicone é uma organização brasileira com experiência em modelagem de uso da terra e consultoria política sobre biocombustíveis e políticas agrícolas. A Agroicone tem, entre outros, participado ativamente na concepção de várias regulações sobre biocombustíveis e sistemas de certificação privada, incluindo o desenvolvimento do U.S. EPA Renewable Fuels Standard (RFS), e representou o Brasil no Working Group 4 (Indirect effects) do processo de certificação ISO/TC 248 para biocombustíveis.

No CLIMA, a Agroicone é responsável pela modelagem de uso da terra através do Brazilian Land Use Model (BLUM). Por meio dessa atividade, a Agroicone vem proporcionando um vínculo efetivo entre a modelagem macroeconômica do Centro Clima e as projeções no nível de bacias hidrográficas, elaboradas pela equipe da University of Texas em Austin. A experiência da Agroiconeem consultorias públicas e privadas apoia, ainda, a estratégia de identificação de partes interessadas e a disseminação de conhecimento, inclusive para órgãos de certificação de biocombustíveis.

University of Texas at Austin (UT-Austin)

A Universidade do Texas em Austin é uma das mais renomeadas universidades de pesquisa nos Estados Unidos. Os principais investigadores participantes da UT-Austin estão vinculados ao Energy Institute e no Bureau of Economic Geology da Jackson School of Geosciences, e têm experiência comprovada em modelagem de balanços hídrico, políticas e tecnologias para recursos hídricos e energia, assim como a utilização de modelos para facilitar o engajamento de partes interessadas, em questões pertinentes em relação a água, energia e uso da terra.

Dentro do CLIMA a equipe da UT-Austin desenvolve as modelagens de balanço hídrico para culturas, uso da terra e instalações industriais, que são necessários para estimar os impactos da expansão dos biocombustíveis no Brasil. Além disso, realiza a estimativa dos impactos da mudança climática na futura produtividade das culturas, particularmente matérias-primas como a soja e cana-de-açúcar para a produção de biocombustíveis.

Foto: Divulgação (CC BY-NC-SA)

CLIMA Terra Água Energia: Instituições